Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

sábado, 27 de junho de 2015

Cada vez mais de boca aberta!

No Iémen é natural, normal, tradicional (tudo entre aspas) casar aos oito anos com homens mais velhos. Digo homens e não jovens porque é literalmente assim.
Ainda há pouco tempo uma menina de oito anos morreu na noite de núpcias devido a ter sofrido lesões sexuais graves pelo seu marido de 40 anos.
O cachorro, sem ofensa para os animais desta espécie, rebentou com os seus órgãos internos logo na sua primeira vez. Cada vez mais incrédula com estas tradições!
 Toda a notícia...

9 comentários:

  1. Cachorro ?
    Qual cachorro !
    BESTA, na verdadeira acepção do termo.

    ResponderEliminar
  2. Rogo a Satanás por intermédio de São Cipriano para que morras da mesma forma como vai morrer Maria Barroso (mereces, ela não).

    Fatyly

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De velha? Assim espero, ela não



      Fatyly

      Eliminar
    2. o blog perde o interesse quando aprovas comentários anónimos desse tipo

      Eliminar
    3. Anónimo, uma coisa não tem a ver com a outra. Aprovo para que os outros saibam as mentes perversas que comentam aqui. Só isso. E outros comentários há que não aprovo de tão obscenos que são.
      Obrigada
      Kis::=>}
      E mais, o blogue representa o que eu escrevo, isso sim sou eu não os comentários dos que aqui escrevem com maldade e provocação.

      Eliminar
  3. Mais uma tradição que nunca conseguirei entender

    r: Oh, muito obrigada *.* fico mesmo feliz por ler isso.

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  4. É uma tradição cruel para o bem-estar das crianças, actos inconscientes e muito interesseiros. A família deveria ter apresentado queixa, mas é algo que não estou surpreendida a partir do momento em que esta família planeou tudo sem pensar no bem-estar dela. É uma tristeza!
    um beijo

    ResponderEliminar
  5. Um horror a juntar a outras horrorosas tradições por esse mundo fora...onde a loucura não tem limites. Possas!!!!

    ResponderEliminar
  6. É de facto uma realidade que eu desconhecia até há algum tempo atrás quando li o livro «Vendidas».
    Roubei o assunto e fiz um post.( http://experimenteie.blogspot.pt/2015/06/vendidas.html)

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...